0

JOGO DAS DECISÕES COMPARTILHADAS

O PROBLEMA

Lá pelo ano 2010, reuni um pequeno grupo de liderados que cuidavam de EDUCAÇÃO CORPORATIVA na empresa para criarmos uma dinâmica em evento anual de líderes, que reunia uns 300 participantes.

O PROBLEMA era preencher espaço no evento para que este não resultasse só em palestras.E preencher com atividade de aprendizado , que envolvesse com entusiasmo esses 300 líderes, de vários níveis e das mais diversas áreas da empresa. Deixaríamos as palestras para o período da manhã e teríamos a tarde toda para essa “dinâmica”.

UM JOGO : A SOLUÇÃO

Ao invés de apelarmos para consagrados e até “manjados” jogos e dinâmicas,resolvemos criar uma atividade sob medida, que tratasse dos reais problemas levantados em nossa empresa.

O JOGO é uma dinâmica interessante ,pois “apela” para o lúdico, a competição,e-convenhamos-, após o almoço, gerar motivação em um grupo grande, diversificado e muito exigente não é tarefa fácil.

EM CIMA DE SITUAÇÕES DO DIA A DIA

Outra coisa que pega é tratar de situações com que esse público convive no seu dia a dia. Não entrar em teorias que a eles parecem distantes da realidade nem abrir discussões sem fim para que cada grupo apresente apressadamente “conclusões inconclusas”em flip charts ao final da reunião. Esses charts serão depois devidamente embrulhados e despachados por uma analista de RH no primeiro lixo que encontrar.

Queríamos alguma coisa diferente e “produtiva”.

PREMISSA 1: DECISÕES COMPARTILHADAS DÃO MELHOR RESULTADO

Uma pessoa pode bater o martelo e se responsabilizar por decisões,mas ,se elas forem debatidas com mais gente, provavelmente o resultado será melhor.

Uma constatação: um público grande, onde haja vários desafinados, se um afinado puxar o coro, os muitos afinados garantirão que a música seja cantada com afinação.

PREMISSA 2 :AS QUESTÕES APRESENTADAS APONTAM CAMINHOS PARA QUE HAJA UMA ESCOLHA

Não vamos trabalhar com “certo/errado”. Vamos apresentar questões que admitem escolhas . Em uma mesa de 10 pessoas ,terá o grupo que chegar, de forma compartilhada , à alternativa que lhe parece a melhor solução para cada problema apresentado.

Se considerarmos 30 grupos, será considerada a melhor escolha para cada situação-problema aquela que o maior número de grupos escolheu.

Aí entra o “caráter” JOGO pontuando cada “jogada” em função do número de escolhas.O grupo que optou pela escolha “vencedora” receberá a pontuação maior. O placar vai sendo apresentado a cada decisão, para uma grande rodada final e consagração do “time” vitorioso. Para agilidade no processo usamos “maquininhas” para inserção das escolhas.

A procura por consenso em cada “mesa” é um exercício útil para desenvolvimento de liderança.

Outro subproduto é a integração em uma “mesa” de líderes de áreas e níveis diferentes. As ópticas diferentes também contribuem para a “melhor escolha”.

COMENTÁRIOS SOBRE CADA QUESTÃO

Comentários breves sobre cada escolha são introduzidos abordando sob vários pontos de vista as possíveis decisões.

AVALIAÇÃO DA DINÂMICA

Repetida em anos seguintes, essa atividade teve aprovação altíssima. Muito importante a forma como é conduzida e fundamental a elaboração das questões extraídas do dia a dia da empresa.

O “JOGO DAS DECISÕES COMPARTILHADAS” E SUA APLICAÇÃO

Essa DINÂMICA, a que dei o nome de “JOGO DAS DECISÕES COMPARTILHADAS”, é aplicável a reuniões, seminários,simpósios com mais de 50 pessoas, em geral com participantes que tenham situações-problema comuns. Necessário ,para formulação das questões,levantamento prévio com pessoas capazes de diagnosticar problemas significativos que impactam a organização/conjunto de pessoas.

 

 

 

 

Milton Pereira

Há mais de 30 anos como executivo de grandes empresas, hoje atua como Consultor em Liderança, Comunicação e Educação Corporativa.

Deixe seu comentário