0

“Índice de Teatralização Organizacional”

Download PDF

mascara teatro

LEAD

“ÍNDICE DE TEATRALIZAÇÃO ORGANIZACIONAL”- ITO é uma medida que criei para estabelecer as discrepâncias entre ATITUDE e COMPORTAMENTO no âmbito organizacional. Para interpretar esse índice, é necessário rever os conceitos de Atitude e Comportamento, assim entendidos:

Atitude : predisposição para agir; está relacionada a motivação, impregnada de valores e sentimentos intrapessoais.

Comportamento: é a “ação”  propriamente dita, perceptível, exteriorizada.                 Nem sempre uma pessoa se comporta de forma consonante com sua atitude.

ISSO ACONTECE COM TODO MUNDO

Para vivermos em sociedade, para nos relacionarmos com as pessoas, nem sempre nos comportamos de acordo com o que pensamos ou sentimos. Cumprimentamos alguém com um “bom dia!”, quando, na realidade, desejávamos dizer “mau dia!”. A educação, a formação familiar ou religiosa ou mesmo o bom senso nos levam a uma “polidez” no trato com os outros. Há necessidade de sermos generosos, educados, pois, senão, a vida se tornaria insuportável. Imaginem o “super sincero” (que já foi personagem humorístico da TV), rígido no exercício de seu papel social,  não admitindo essa discrepância entre seus atos e seus sentimentos: fala para a amiga que achou muito feio seu penteado ou que a plástica não lhe foi generosa.

sorriso falso

NA EMPRESA SE O “ITO” FOR ELEVADO…

Uma pequena discrepância entre “comportamento” e “atitude” (ITO pequeno) é considerada normal pelo que expusemos acima. Em empresas cujo ambiente é predominantemente marcado pelo autoritarismo, pelo clima pesado entre chefes e subordinados (a própria designação – chefe/subordinado já é opressiva além de ultrapassada) o ITO pode assumir proporções elevadas, criando na organização um verdadeiro “espaço cênico”, em que  o “fingimento”, a falsidade, passa a ser a tônica nas relações interpessoais. Lembram da célebre frase de um jogador de futebol: “vocês fingem que me pagam, e eu finjo que jogo”?

teatro empresa faca

IRONIA, CINISMO, MENTIRA, BOICOTE…                    

Quanto mais elevada for a discrepância entre comportamento e atitude, mais falsa vai ficando a relação entre as pessoas. Num primeiro grau vem a IRONIA: as pessoas dizem o contrário do que pensam, por uma questão até de sobrevivência. O chefão passa visitando uma unidade da fábrica e pergunta a um empregado: “está satisfeito com o trabalho?”. O operário (depois de dar uma olhada  para os companheiros ao redor com um leve sorriso nos lábios) responde com ironia: “muito bom, todos estamos muito satisfeitos!”. Da ironia pode-se passar para o CINISMO, depois para a MENTIRA e até para o BOICOTE. O “puxassaquismo” é também  sintoma de uma área de ITO alto. Rir várias vezes da piada sem graça que o chefe insiste em contar; “entregar” colegas para agradar o chefe etc etc.

Informar dados “chutados” em uma reunião para demonstrar competência, com a certeza de que ninguém irá conferir a informação, já denota que o Índice está em nível preocupante.  Boicotar alguma operação programada pela empresa com intuito de prejudicar seriamente o seu funcionamento ocorre quando o ITO está em um grau insuportável.

escada falsidade

O QUE PODE ACONTECER COM UMA ORGANIZAÇÃO ASSIM?

Acho que ninguém duvida de que fica difícil trabalhar nessa empresa ou nessa área (o ITO pode ser medido também em um departamento ou setor). A desmotivação aumenta. Vem o stress, a infelicidade e a “vontade louca” de sair, trocar de trabalho ou de chefe. O Domingo à noite vira tormento pela expectativa do que virá na Segunda. E a empresa terá que: ou se transformar para atrair e reter talentos ou ir convivendo com o custoso turnover que poderá minar seus índices de produtividade.

Lobo disfarcado

QUE TAL COMEÇAR JÁ A SE PREOCUPAR COM O “ITO” EM SUA ÁREA ?

Download PDF

Milton Pereira

Há mais de 30 anos como executivo de grandes empresas, hoje atua como Consultor em Liderança, Comunicação e Educação Corporativa.

Deixe seu comentário