0

Causos corporativos – Quando as alternativas não ajudam

QUANDO AS ALTERNATIVAS NÃO AJUDAM

O presidente tinha assumido o posto há poucos dias. Numa das primeiras reuniões com a diretoria, um incidente , uma indefinição sobre responsabilidades, o leva a mostrar toda sua autoridade. Pega pesado com os diretores : ” ou vocês são LEVIANOS ou INCOMPETENTES !?”

O Paulão, decano dos diretores, toma as dores da turma e retruca com firmeza: “LEVIANOS, não!!!”

QUANDO O ENUNCIADO AJUDA

Em uma reunião de planejamento da Diretoria de RH, o Diretor, para simplificar o processo de aprovação das conclusões que cada grupo de trabalho apresentava, determinou que para cada proposta o plenário votasse : “APROVADO” ou “REPROVADO”. Isso agilizaria também o final do evento.

O Souza, coordenador-relator de seu grupo, não muito afeito a apresentar questões polêmicas, veio com esse “enunciado” : “MELHORAR a apresentação da Folha de Pagamento”.

Evidentemente ninguém poderia votar CONTRA!!!

QUANDO O QUESTIONAMENTO É SÓ PRA CONTRARIAR

O mesmo Diretor de RH convocou reunião com seus superintendentes para definir o nome de um funcionário, com grande potencial, para que a empresa patrocinasse seu MBA em uma das melhores universidades americanas. A lista dos que cumpriam os requisitos exigidos foi apresentada. E a votação começou rodando a mesa.

O Diretor fez questão de iniciar votando no Ricardo. Em seguida, um a um,os superintendentes  iam escolhendo. O primeiro : “Ricardo”; o segundo: “Ricardo”; o terceiro: “Ricardo”; o quarto, também sem pestanejar: “Ricardo”.

Carmen, superintendente de pulso firme e de posições independentes, sempre querendo demonstrar personalidade, bradou: ” Eu também tenho que votar no Ricardo?”

O Diretor , de bate-pronto: ” NÃO”. E ,fechando a votação: ” Em quem você vota?”

Carmen : ” No Ricardo”.

Milton Pereira

Há mais de 30 anos como executivo de grandes empresas, hoje atua como Consultor em Liderança, Comunicação e Educação Corporativa.

Deixe seu comentário